Untitled Document

  Ações

  

Infraestrutura

Infraestruturas Inovadoras

 -

O surgimento das incubadoras no Brasil supriu um vácuo institucional que havia entre o ambiente acadêmico e o setor empresarial. No Brasil, a criação de incubadoras começou por volta dos anos 1980, com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Organização dos Estados Americanos (OEA).  

Em 1987 foi fundada a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos de Tecnologia Avançada (Anprotec), cujo objetivo tem sido a articulação com organismos governamentais e não governamentais, visando o desenvolvimento de Incubadoras e parques tecnológicos no país.  

Nesse processo, as universidades e os institutos de pesquisa ocuparam a posição de agente indutor. Com as demandas sociais, as universidades e centros tecnológicos passam a atuar mais em atividades de extensão e desenvolvimento local. Mas as incubadoras de empresas em áreas populares, que demandam o uso de tecnologia de ponta, ainda estão no papel, salvo raras exceções.  

 

Proposições  

- Criar espaços públicos nos formatos de fablabs, hackerspaces e coworking para startups e makers, a fim de proporcionar um ambiente inspirador para o desenvolvimento local, regional, nacional e mundial.  

- Incentivar a descentralização dos repasses de recursos para a inovação, pesquisa e desenvolvimento, criando polos tecnológicos, de educação técnica e empreendedorismo nas áreas mais desfavorecidas do Brasil.  

- Garantir suporte holístico aos empreendedores, por meio de centros de treinamentos, pesquisas e desenvolvimento ágeis de negócios, implantadas preferencialmente em áreas de risco social.  

- Criar o Bolsa Empreendedor para aquisições relacionadas a infraestrutura, capital de giro, contratações e demais atividades, garantindo um saque mensal de acordo com o projeto, metas alcançadas, KPIs e demais análises acordadas com as entidades de suporte e fomento ao empreendedor.  

- Incentivar o desenvolvimento de metas de responsabilidade social para as startups aprovadas nos editais públicos.  

- Criar a Agência Brasileira de Empreendedorismo (ABE).  

 

 

 

 

 




Sobre


O Movimento




As Ideias




Fundadores




Blog




Pilares


Ambiente Regulatório




Acesso a Capital




Mercados




Inovação




Infraestrutura




Capital Humano




Cultura Empreendedora




Saiba Mais


Participe Conosco




Parceiros




Contato





 
Movimento Brasil+Empreendedor